quinta-feira, 11 de outubro de 2007

ACABAR COM A "CASA DA ORGE" PORQUÊ???


Maximinos vai assistir, a curto prazo, à destruição de um dos imóveis mais simbólicos da freguesia, a chamada "Casa da Orge", um palacete do século XVIII, em avançado estado de abandono, que vai dar lugar a uma torre habitacional de oito andares, cujo projecto foi já aprovado pela Câmara Municipal de Braga. Tanto a Junta de Freguesia como a paróquia de Maximinos insurgem-se contra a demolição daquele exemplar de casa apalaçada, depois de, há anos, terem tentado a sua aquisição, hoje propriedade da imobiliária "Habimoreira", com sede em Braga.

fonte:j.n.

5 comentários:

FM disse...

A casa já foi demolida á bons meses… podemos dizer que este património foi vitima da indiferença da CMB e da busca de protagonismo e ignorância do presidente da junta de Maximinos assim com do padre da freguesia te tive oportunidade de o comprar e la fazer um centro de dia, mas preferiu entrar em quezílias com o presidente da junta.
Num conversa de rua com este presidente de freguesia ele disse “que era pena a casa desaparecer… mas que não havia problema que CMB iria por a fachada um jardim perto do local…” Isto espelha a o cooperativismo da CMB com certos presidentes da junta desta cidade.
Neste momento existe um enorme buraco no local, estando o empreiteiro a dinamitar um conjunto de penedos lá existentes… Ate quando esta situações vão-se continua a repetir na nossa cidade!!!????

Jorge disse...

Apaga-se a história...

Sérgio Gonçalves disse...

Não se percebe como a CMB continua a ter uma política em que "ABATE" edificios que fizeram história na nossa cidade e constroi no lugar deles mamarrachos de betão.
Braga tem tanto terreno disponível para se fazer esses mamarrachos, não pode continuar essa política.

César Gomes disse...

A a actual equipa da CMB não tem o mínimo jeitinho para urbanismo e património.

Pedro Rui disse...

Bem!!!aqui temos uma pequena amostra do que é a sociedade portuguesa,neste caso Bracarense.A vossa retróga e ignorante impressão acerca disto é no minimo comediante.A verdade que essa linda casinha,velhinha era muito bonita pois era,mas isso se ela esivesse restaurada!Agora pergunto!?
Quando é que pensaram em restaurar a casa e verdadeiramente torná la um monumento?duvido que chegassem a ver a casa da orge restauradinha.sim,porque as casinhas,ou "mamarrachos" onde voces vivem de certeza que não são feitas de ervinhas,mato e essas cenas todas podres.Agora eu acho é que é normal fazerem se buracos para construir um prédio,ou o quer que seja.
É assim...convêm ele segurar-se,convem mesmo.e depois também convem dinamitar os penedos....bem mas se houverem aí alguns cabeças duras podem se oferecer para fazer o dito desaterro.bah
Até que vai ficar bonita a construção!!!!!

o mundo da blogosfera


ARQUITECTURA - Arqblog § A barriga de um Arquitecto § Atwarchitecture § Land 4us § O Despropósito § Palavras da Arquitectura § Posthabitat § Sapatos Vermelhos § Um Sitio FILATELIA - Adiafa Filatelia § Atms Portugal § Design e Filatelia § Filatelia Cubense § Filatelia e Gastronomia § Filatelicamente Centro § Marcas e Selos § Núcleo de Filatelia de Faro § Mundo Filatélico § Selos e Cartas FOTOGRAFIA - Momentos e Olhares § Imagenário § O Elogio da Sombra § Lusitanicus § Fotoben § .Blog § Arte Fotográfica § Da Janela § Arte Photographica § Grifo Planante § Um Olhar Sobre... LIVROS - Bibliotecário de Babel § Bibliotecas em Portugal § Balcão de Biblioteca § Da Literatura OPINIÃO -31 da Armada § 100 Nada § 5 Dias § A Aba de Heisenberg § A Curva da Estrada § A Máfia Portuguesa § A Barbearia do Senhor Luís § A Toupeira § A Voz do Povo § Abrupto § Adufe § Aguarelas Portuguesas § Amor e Ócio § Anarca Constipado § Arcadia § Arrastão § Aspirina b § Atlântico § Avesso do avesso § Bandeira ao Vento § Bairro do Amor 2 § Baixa Autoridade § Bananas da República § Bandeira ao Vento § Bicho Carpinteiro § Blogo Existo § Blogo Social Português § BloGotinha § Blue Lounge Cafe § Boa Sociedade § Bode Expiatório § Briteiros § Blasfémias § Blogue de Letras, Artes e Ideias § B-site § Bicho Carpinteiro § Berra-boi § Bitaites § Bidão Vil § Blue! § Blog Operatório § Blogaria Pegada § Bomba Inteligente § Blue Lounge § Blue Moleskin § Breviário das Coisas Breves § Blogue dos Marretas § Caixa de Pregos § Caminhos da Memória § Cantigueiro § Causa Nossa § Clube dos Pensadores § Corta Fitas § Câmara Corporativa § Câmara dos Comuns § Cão com Pulgas § Cacaoccino § Cheiro a Pólvora § Cachimbo de Magritte § Cão de Guarda § Cibertulia § Cinco Dias § Claras em Castelo § Coisas como elas são § ContraFactos § Coreia do Norte § Crítico § Crónicas da Terra § Crónicas do Professor Ferrão § Crónicas de Campanha § Coisas do Antigamente § Desesperada Esperança § Devaneios § Delito de Opinião § Diário da Barafunda § Dias que voam § Do Portugal profundo § Entre as Brumas da Memória § E Deus criou a Mulher § É tudo gente morta § Entre Deus e o Diabo § Escrita em dia § Erecções 2009 § Esquerda Republicana § Etceteras entre Tempos § Espelho Mágico § Fábrica Sombria § Filosofia de Curral § Fora dos Eixos § Filinto Melo § Foram-se os anéis § Fórum Comunitário § French Kissin'Frenesi § Forja de Palavras § Galo Verde § Geração Rasca § Governo Sombra § Gravidade intermédia § Grande loja do Queijo Limiano § Hoje há conquilhas amanhã não sabemos § Há Vida em Markl § Incontinentes Verbais § Ilhas § Imprensa Falsa § In a Lonely Place § Indústrias Culturais § Infinito Pessoal § Irmão Lúcia § Jugular § Jornalismo e Comunicação § Jazza-me muito § Kontrastes § Klepsydra § Kontratempos § Ladrões de Bicicletas § La Force des Choses § Ladrões de Bicicletas § Lâmpada Mágica § Lauro António Apresenta § Lei Seca § Léxico Familiar § Linha do Horizonte § Lilás com Gengibre § Linha dos Nodos § Local & Blogal § Lóbi do Chá § Loja de Ideias § Loucos de Lisboa § Ma-schamba § Machina Speculatrix § Malaposta § Manchas § Mania dos Quadradinhos § Mar Salgado § Margens de Erro § Melancómico § Meditação na Pastelaria § Mel com Cicuta § Memória Virtual § Miniscente § More all of me § Meninas e Moças, Cachopas e Gaijas § Mme Mean § Nu Singular § Nunca Mais § O Carmo e a Trindade § O Canhoto § O Diplomata § O País Relativo § O Regabofe § Orgia Literária § Papéis de Alexandria § Pedra do Homem § Ponto Media § Porta do Vento § Poço dos Negros § Rua da Judiaria § Ruas dos Bragas, 223 § Rui Zink § Sempre a Produzir § Sete Vidas como os Gatos § Somos Portugueses § The Sound of Silence § Tomar Partido § Umblogsobrekleist § Vida das Coisas § Vidro Duplo § Wehavekaosinthegarden § Zero de conduta §