terça-feira, 9 de novembro de 2010

"O que nasce torto", pode – se endireitar…

Dos vários “pontos negros” que existem na rede viária do concelho de Braga, o que se considera mais crítico é a curva do hipermercado, normalmente designada, “curva do Feira Nova” (agora Pingo Doce) traçado pertencente à Circular de Braga no sentido Sul – Norte. O autor dos vários vídeos colocados na internet, revela que já reside há seis anos naquele local e que já presenciou acidentes bastante mais graves do que os que podemos ver no canal arkarnareal, na plataforma youtube. Nos dias de chuva, é um milagre não haver acidentes, e são várias a razões para que todos aqueles episódios tristes aconteçam, a primeira deve com certeza ir para o excesso de velocidade (é a desculpa, dos que querem “sacudir a água do capote”, mais gostam), mas nem sempre se deve ao excesso de velocidade, a tal curva, apresenta bastantes deficiências em relação ao escoamento das águas resultantes das chuvas fortes, pormenor importante, e que pode evitar a aquaplanagem dos carros, aqui a solução penso que seria bastante simples, pois bastava efectuar rasgos (sulcos) no piso, solução adoptada pelas concessionárias das auto-estradas, depois temos um tipo de piso (composto), que não será com certeza o mais apropriado para aquele local, aliás esta foi a solução adoptada no sentido contrário dessa mesma curva e que até teve resultados positivos, só nunca se percebeu bem (pelo menos eu), o porquê de não se ter feito o mesmo do outro lado da curva. Todas estas soluções podem evitar estragos materiais, congestionamentos, e até, e este será o factor mais importante a perda de vidas. A curva do hipermercado foi recentemente alvo de um estudo, por parte da Universidade do Minho, da autoria Maria Carvalho e de José Precioso, com o título “Pensar globalmente e agir localmente na prevenção dos acidentes rodoviários - A sinistralidade na “curva do Feira Nova”: Passado, Presente e Futuro?”e que tem quatro objectivos:
1. Compreender as causas da sinistralidade numa zona de acumulação de acidentes, situada na Avenida Padre Júlio Fragata, em Braga, (chamada “Curva do Feira Nova”).
2. Conhecer a opinião das entidades competentes na área da Segurança Rodoviária (Polícia de Segurança Pública, Direcção Geral de Viação, Secção de Divisão de Trânsito da Câmara Municipal de Braga, Comissão Distrital de Segurança Rodoviária) sobre as causas e medidas preventivas para o problema dos acidentes na Avenida Júlio Fragata, em Braga.
3. Analisar e compreender os dados recolhidos e compará-los com um estudo feito em 2003.
4. Sugerir algumas medidas preventivas, com vista à restrição dos acidentes e atropelamentos no local.

Vale a pena ler este estudo, para se tirar ilações, que nos poderá levar a pensar que este problema, só ainda não se resolveu por falta de vontade de diversas entidades. Agradecimento ao Sr. Rui Real.

1 comentário:

José disse...

Caros condutores(as),
A minha esposa foi uma das últimas vítimas desta curva. Circulava com velocidade reduzida, como afirmam as testemunhas que assistiram ao acidente e, sem que nada o prevesse, perdeu o controlo do carro. Foi no dia desta publicação, 09 de Novembro às 10h10 da manhã (dia do seu aniversário).
Irei fazer o que me será possível e permitido para por fim a mais tragédias. Antes que morra alguem. Porque já vimos que as entidades responsáveis nada fazem e isto dura há anos. Vamos por fim a isto.
José Gonçalves.

o mundo da blogosfera


ARQUITECTURA - Arqblog § A barriga de um Arquitecto § Atwarchitecture § Land 4us § O Despropósito § Palavras da Arquitectura § Posthabitat § Sapatos Vermelhos § Um Sitio FILATELIA - Adiafa Filatelia § Atms Portugal § Design e Filatelia § Filatelia Cubense § Filatelia e Gastronomia § Filatelicamente Centro § Marcas e Selos § Núcleo de Filatelia de Faro § Mundo Filatélico § Selos e Cartas FOTOGRAFIA - Momentos e Olhares § Imagenário § O Elogio da Sombra § Lusitanicus § Fotoben § .Blog § Arte Fotográfica § Da Janela § Arte Photographica § Grifo Planante § Um Olhar Sobre... LIVROS - Bibliotecário de Babel § Bibliotecas em Portugal § Balcão de Biblioteca § Da Literatura OPINIÃO -31 da Armada § 100 Nada § 5 Dias § A Aba de Heisenberg § A Curva da Estrada § A Máfia Portuguesa § A Barbearia do Senhor Luís § A Toupeira § A Voz do Povo § Abrupto § Adufe § Aguarelas Portuguesas § Amor e Ócio § Anarca Constipado § Arcadia § Arrastão § Aspirina b § Atlântico § Avesso do avesso § Bandeira ao Vento § Bairro do Amor 2 § Baixa Autoridade § Bananas da República § Bandeira ao Vento § Bicho Carpinteiro § Blogo Existo § Blogo Social Português § BloGotinha § Blue Lounge Cafe § Boa Sociedade § Bode Expiatório § Briteiros § Blasfémias § Blogue de Letras, Artes e Ideias § B-site § Bicho Carpinteiro § Berra-boi § Bitaites § Bidão Vil § Blue! § Blog Operatório § Blogaria Pegada § Bomba Inteligente § Blue Lounge § Blue Moleskin § Breviário das Coisas Breves § Blogue dos Marretas § Caixa de Pregos § Caminhos da Memória § Cantigueiro § Causa Nossa § Clube dos Pensadores § Corta Fitas § Câmara Corporativa § Câmara dos Comuns § Cão com Pulgas § Cacaoccino § Cheiro a Pólvora § Cachimbo de Magritte § Cão de Guarda § Cibertulia § Cinco Dias § Claras em Castelo § Coisas como elas são § ContraFactos § Coreia do Norte § Crítico § Crónicas da Terra § Crónicas do Professor Ferrão § Crónicas de Campanha § Coisas do Antigamente § Desesperada Esperança § Devaneios § Delito de Opinião § Diário da Barafunda § Dias que voam § Do Portugal profundo § Entre as Brumas da Memória § E Deus criou a Mulher § É tudo gente morta § Entre Deus e o Diabo § Escrita em dia § Erecções 2009 § Esquerda Republicana § Etceteras entre Tempos § Espelho Mágico § Fábrica Sombria § Filosofia de Curral § Fora dos Eixos § Filinto Melo § Foram-se os anéis § Fórum Comunitário § French Kissin'Frenesi § Forja de Palavras § Galo Verde § Geração Rasca § Governo Sombra § Gravidade intermédia § Grande loja do Queijo Limiano § Hoje há conquilhas amanhã não sabemos § Há Vida em Markl § Incontinentes Verbais § Ilhas § Imprensa Falsa § In a Lonely Place § Indústrias Culturais § Infinito Pessoal § Irmão Lúcia § Jugular § Jornalismo e Comunicação § Jazza-me muito § Kontrastes § Klepsydra § Kontratempos § Ladrões de Bicicletas § La Force des Choses § Ladrões de Bicicletas § Lâmpada Mágica § Lauro António Apresenta § Lei Seca § Léxico Familiar § Linha do Horizonte § Lilás com Gengibre § Linha dos Nodos § Local & Blogal § Lóbi do Chá § Loja de Ideias § Loucos de Lisboa § Ma-schamba § Machina Speculatrix § Malaposta § Manchas § Mania dos Quadradinhos § Mar Salgado § Margens de Erro § Melancómico § Meditação na Pastelaria § Mel com Cicuta § Memória Virtual § Miniscente § More all of me § Meninas e Moças, Cachopas e Gaijas § Mme Mean § Nu Singular § Nunca Mais § O Carmo e a Trindade § O Canhoto § O Diplomata § O País Relativo § O Regabofe § Orgia Literária § Papéis de Alexandria § Pedra do Homem § Ponto Media § Porta do Vento § Poço dos Negros § Rua da Judiaria § Ruas dos Bragas, 223 § Rui Zink § Sempre a Produzir § Sete Vidas como os Gatos § Somos Portugueses § The Sound of Silence § Tomar Partido § Umblogsobrekleist § Vida das Coisas § Vidro Duplo § Wehavekaosinthegarden § Zero de conduta §